William James, a construção da experiência

Autor David Lapoujade
Tradução Hortência Santos Lencastre
ISBN: 97885669433313
Editora: n-1 edições
Ano: 2017

R$ 48,00

Categoria:

Sobre o autor

David Lapoujade

David Lapoujade é um dos autores mais interessantes da nova safra de pensadores franceses. Professor da Sorbonne, ex-aluno e amigo pessoal de Gilles Deleuze, por muito tempo hesitou em escrever sobre o antigo mestre. Passados vinte anos desde a morte do filósofo, no entanto, o autor não resistiu à tentação de se debruçar sobre o seu pensamento de maneira sistemática. O resultado é este livro magistral: com sua escrita clara e delicada, Lapoujade recusa as interpretações mais correntes da obra de Deleuze. Aqui, são os movimentos aberrantes que tomam o proscênio. Irracionais, possuem uma lógica própria que o livro analisa e faz ressoar com a atualidade mais candente. Afinal, são esses movimentos aberrantes que apontam para os novos modos de povoamento da terra — não apenas humanos, animais, físicos ou químicos, mas também de populações afetivas, mentais e estéticas; combatendo, assim, as formas de organização sociopolíticas que ainda pesam sobre nós.

Diante das grandes crises, como resgatar a confiança, o vínculo que nos liga ao mundo, que nos faz agir, pensar e criar? O pragmatismo do filósofo americano William James surge dessa questão, em tudo oposta à ideia do sucesso à americana, do self-made man, do homem de negócios oportunista. Se hoje os Estados Unidos vivem uma caricatura de si mesmos, James oferece um vívido antídoto à filosofia do capitalismo. Para ele, a tarefa da filosofia não é procurar o verdadeiro ou o racional, e sim nos dar razões para acreditar neste mundo. Conforme a bela interpretação de David Lapoujade presente neste livro, o pragmatismo de James se apresenta como um método para mergulhar num mundo em fluxo, que concebe a experiência como composição e justaposição de experimentações, onde as linhas que se entrecruzam constituem uma cartografia particular. Este é o projeto da filosofia de James, isto é, do empirismo radical: liberar a experiência de toda forma preexistente.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “William James, a construção da experiência”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *